10 informações sobre o câncer de pele

Sim, cuidado, atenção! Nem toda pinta é um câncer, mas vale a pena investigar. Consulte um médico! Confira agora 10 informações sobre o câncer de pele.

[read more] .

10. O que é?
O Câncer de pele é um tumor que atinge a pele, sendo o câncer mais frequente no Brasil e no mundo. É mais comum em pessoas com mais de 40 anos e é considerado raro em crianças e pessoas negras. Causado principalmente pela exposição excessiva ao sol e falta de uso de proteção solar.
.

9. Qual é a área mais afetada?
O câncer de pele melanoma pode aparecer em qualquer parte do corpo, na pele ou mucosas, na forma de manchas, pintas ou sinais. Em pessoas de pele negra, ele é mais comum nas áreas claras, como palmas das mãos e plantas dos pés. Fique atente a cada pedacinho de sua pele.
.

8. Quem pode ser afetado?
Qualquer pessoa pode desenvolver o câncer de pele, mas aquelas com pele muito clara, albinas, com vitiligo ou em tratamento com imunossupressores, são mais sensíveis ao sol. O câncer de pele é mais comum em pessoas com mais de 40 anos. Ou seja, todos nós estamos sujeito a desenvolver.
.

7. Quais são os sintomas?
Os principais sintomas do câncer de pele são: Manchas pruriginosas (que coçam), descamativas ou que sangram. Sinais ou pintas que mudam de tamanho, forma ou cor. Feridas que não cicatrizam em 4 semanas. Se notou algo diferente, procure um médico.
.

6. Qual é a especialidade do médico que devo procurar?
Em caso de urgência, procure um clínico geral para um pré diagnóstico. Mas o ideal é marcar consulta com um dermatologista ou oncologista.
.

5. Como é feito o diagnóstico?
A biópsia é o exame mais indicado para a confirmação diagnóstica do câncer de pele. O material coletado deve ser encaminhado para o laboratório de anatomia patológica que emitirá o laudo. Outros exames podem ser necessários para determinar o estadiamento da doença e decidir o tratamento mais adequado.
.

4. Como saber precocemente se posso desenvolver o câncer de pele?
Para a detecção precoce do câncer de pele, existem as estratégias de diagnóstico precoce e de rastreamento, consistindo este último na aplicação de exames em indivíduos saudáveis, sem sinais ou sintomas da doença, com o objetivo de detectar a doença em fase pré-clínica. É um alternativa se você já tem caso na família.
.

3. Como tratar?
A cirurgia oncológica é o tratamento mais indicado para tratar o câncer de pele para a retirada da lesão, que, em estágios iniciais, pode ser realizada em nível ambulatorial (sem internação). Já para casos mais avançados e para o câncer de pele melanoma, o tratamento vai variar de acordo com tamanho e estadiamento do tumor, podendo ser indicadas, além de cirurgia, a radioterapia e a quimioterapia, conforme cada caso.
.

2. Como prevenir?
principal recomendação para a prevenção do câncer de pele é evitar a exposição ao sol, principalmente nos horários em que os raios solares são mais intensos (entre 10h e 16h), bem como utilizar óculos de sol com proteção UV, roupas que protegem o corpo, chapéus de abas largas, sombrinhas e guarda-sol.
.

1. Como dar apoio para quem foi diagnosticado?
Simples! Dando toda atenção e amor para quem esteja enfrentando o problema. O amor cura, o amor salva. Cancêr de pele não é contágio e você pode dar todos os abraços e suporte para aquele que esteja enfrentando qualquer tipo doença. #ficaadica

.

[/read]
Veja Também

Deixe um Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *