10 pesquisas interessantes sobre sexo

Algumas das pesquisas curiosas e interessantes sobre o sexo:
.

1
Um estudo publicado na revista Nature Rewies Urology, dos cientistas italianos da Universidade de Roma Tor Vergata, afirmam que uma área chamada de complexo clitóris-uretra-vagina (ou complexo CUV), é a responsável pelo orgasmo feminino quando estimulada da maneira certa. A publicação ainda afirma que a existência do ponto G não conseguiu ser comprovada mesmo utilizando de modernas técnicas de imagem.
.

2
A empresa britânica National Rail convidou cerca 2 mil voluntários, para chegar a uma possível fórmula do relacionamento perfeito. Veja alguns dos itens: Sexo duas vezes por semana, cinco abraços por dia, dizer “eu te amo” antes de ir dormir, ter o mesmo gosto em filmes, cozinhar junto com o parceiro e ser capaz de admitir que está errado depois de uma briga.
.

3
Não se sabe ao certo porque isso acontece, mas quanto mais pornografia as pessoas veem, mais sexo elas fazem. A descoberta foi do Instituto Francês de Opinião Pública (IFOP) ao perguntar aos franceses se eles costumavam assistir filmes pornô. A maioria (90% dos homens e 60% das mulheres) assumiu que curte. E curiosamente os mais sedentos por esses vídeos também costumavam ter uma vida sexual bem mais ativa que os outros.
.

4
545 casais participaram de um estudo feito por pesquisadores do Quênia ao longo de seis meses, e perguntavam em salas particulares, sem a presença do parceiro, se o mesmo havia traído no período. Os pesquisadores descobriram uma estranha relação com o tamanho do pênis do parceiro, a cada 2,5 cm de pênis, as chances de ser traído aumentava em 1,5. A única explicação encontrada foi que as mulheres traiam porque associavam pênis grande com dor e desconforto, o que prejudica a satisfação sexual das mesmas.
.

5
Segundo uma pesquisa da London School of Economics and Political Science, a Quinta-feira é o melhor dia da semana para ter relações sexuais. Os pesquisadores explicaram que às quintas é registrado no sangue o maior nível de cortisol, o hormônio que estimula a energia sexual e nas primeiras horas da quinta-feira, há uma maior produção de testosterona nos homens e do estrogênio nas mulheres o que leva ao aumento da libido.
.

6
Pesquisadores da Universidade de Maryland, avaliaram a capacidade de formação de novos neurônios, que declina conforme a idade, para saber se após o sexo se produz mais neurônios ou se permaneceria igual. A pesquisa comprovou que após o coito o cérebro é mais estimulado e fica mais inteligente.
.

7
Uma pesquisa realizada nos EUA concluiu que a duração ideal de uma relação sexual vai de 7 a 13 minutos, sem contar as preliminares. Esse seria o tempo que os casais levam para atingir ao orgasmo.
.

8
Um estudo publicado na revista “Archives of Gynecology and Obstetrics”, acompanhou a vida sexual de 731 mulheres italianas para chegar às constatações. Foi percebido que aquelas que comiam entre uma e duas maçãs ao dia eram as que tinham melhores vidas sexuais. Isso porque a fruta estimula o fluxo sanguíneo para a vagina e aumenta o prazer.
.

9
Uma pesquisa da Universidade Americana Boise State, concluiu que em 76% dos casos em que amigos têm relações sexuais, a sua amizade se torna mais forte. Dos 300 entrevistados, cerca de 20% dos homens e das mulheres afirmaram já terem tido relações com pelo menos um amigo em algum momento da vida e desses 76% afirmaram que a amizade melhorou desde então.
.

10
Uma pesquisa realizada na Universidade de Debrecen, em Budapeste, na Hungria, relacionou a frequência sexual dos participantes a quesitos como peso e altura. Os resultados, publicados no The Journal of Sexual Medicine, revelaram que homens com menos de 1,75 m fazem mais sexo do que os mais altos. O estudo entrevistou 531 homens, com idade entre 20 e 54 anos, e o resultado mostrou que os baixinhos transam, em média, 2,69 vezes por semana.