Lista 10 Pesquisas Inusitadas (6)

1º. Mulheres místicas praticam mais sexo
As mulheres mais espiritualizadas, confirmaram em uma pesquisa da Universidade de Kentucky, que têm mais relações sexuais e mais parceiros do que as mulheres consideradas comuns. Segundo os professores que analisaram 353 mulheres, este fato esta ligado a espiritualidade que conecta mais as pessoas às outras.

2º. Nenhum homem nunca assistiu um filme pornô
Pesquisadores da universidade de Montreal, no Canadá, decidiram investigar quais são as diferenças na visão de um homem que nunca viu um filme pornô para aqueles que costumam ver. O problema foi que nenhum pesquisador conseguiu achar um homem para tal feito.

3º. Mulheres devem mostrar 40% do corpo para atrair homens
Pesquisadores da Universidade de Leeds, na Inglaterra, descobriram que deixar 40% do corpo feminino à mostra é a melhor tática para atrair a atenção dos homens.
Os cientistas observaram mulheres em um clube noturno da cidade de Leeds utilizando gravadores de voz para registrarem o que as mulheres usavam e o número de vezes que elas eram abordadas por homens para dançar.
Para o estudo, as pesquisadoras consideraram que cada braço contava com 10% do corpo, cada perna 15% e o torso equivalia a 50%. As mulheres que deixavam à mostra aproximadamente 40% do corpo atraíram o dobro da atenção masculina quando comparadas com aquelas que usavam roupas mais fechadas.

4º. Público têm medo de torcidas organizadas
A consultoria TNS Sport Brasil revelou que mais de 60% dos entrevistados voltariam a assistir aos jogos nos estádios de futebol caso as torcidas organizadas fossem proibidas no Brasil.
A pesquisa foi feita em todo o país, incluindo o Distrito Federal e os entrevistados tiveram que responder a seguinte pergunta: “Se as torcidas organizadas fossem banidas, o senhor iria assistir aos jogos no estádio?”. 61,7% das pessoas responderam que sim.

5º. A fórmula para estacionar perfeitamente

Cientistas ingleses elaboraram a fórmula mágica para estacionar um carro. Eles levaram em consideração as medidas do carro e o espaço físico do estacionamento, podendo assim prever se o automóvel cabe na vaga ou não.
Agora nenhuma mulher pode reclamar para estacionar, se bem que a fórmula parece ser bem mais complicada.

6º. Previna-se da solidão
Se você tem um amigo solitário, sabia que suas chances de desenvolver sentimentos de solidão são de 52%, segundo uma pesquisa das universidades de Harvard, Chicago e Califórnia.
O fundamento para esta afirmação é que pessoas solitárias não interagem o suficiente com os amigos fazendo com que eles se sintam mais sozinhos gerando um efeito dominó.

7º. Bege é a cor do universo
Os cientistas Karl Glazebrook e Ivan Baldry, da Universidade John Hopkins, em Baltimore, analisaram a emissão de luz de 200 mil galáxias e afirmam que se batessemos todos os corpos do universo em um liquidificador, a cor resultando seria bege.

8º. Muita higiene prejudica a saúde
Crianças que convivem em ambientes superlimpos, produzem mais proteínas CRP, que em casos de infecções ou feridas aumentam a concentração desta proteína no sangue e faz com que o corpo sofra mais enfermidades na idade adulta. A pesquisa foi divulgada pela Northwestern University de Chicago

9º. Dormi pouco aumenta chances de desenvolver Alzheimer
David Holtzman, pesquisador da Universidade de Washington concluiu que quando você dorme pouco, o seu cérebro produz placas tóxicas que favorecem ao desenvolvimento do mal de Alzheimer, aquela doença do…do…esquecimento.

10º. Pessoas que amam sentem menos dor
Um estudo realizado com 25 mulheres pela Universidade da Califórnia, em Los Angeles, revelou que ao segurar a mão dos seus respectivos namorados a dor que estavam sendo expostas no antebraço, diminuia. O mesmo aconteceu quando as mesmas olhavam a foto dos namorados.
.

Fontes de consulta: O Globo, Superinteressante, hypescience, Último Segundo e Telegraph

Os 10 Presentes mais inúteis do mundo 2009

banner-lista-listas

A Loja Virtual Stupid.com todos os anos faz a lista anual dos presentes mais inúteis do mundo, este ano foram pesquisados mais de 5 mil produtos para chegar a este Top 10.

1º. Kit de recuperação da gripe H1N1
2º.
Decoração de Natal de excremento de cachorro
3º.
Localizador de cervejas
4º.
Jogo “asfixie o frango impertinente”
5º.
Chimpanzé especialista em finanças de Wall-Street
6º.
Pantufas freudianas
7º.
Kit de disfarces para Barack Obama
8º.
Ração de renas para humanos
9º.
Papel higiênico falante
10º.
Colete salva-vidas para bolas de golfe

Fonte: Stupid.com
Li no: O Globo

Lista 10 Pesquisas Inusitadas (5)

banner-lista-pesquisas-inusitadas

1º. Chocolate amargo ajuda a reduzir o stress
Um novo estudo do Centro de Pesquisas Nestlé, na Suíça, mostrou que o consumo diário de chocolate amargo pode ajudar a reduzir o stress. A pesquisa descobriu que pessoas que se classificam como altamente estressadas têm menores níveis dos hormônios ligados ao stress.
Os participantes do estudo consumiram 40 gramas de chocolate amargo diariamente. Os médicos que realizaram a pesquisa analisaram amostras de urina e do plasma sanguíneo tiradas no início, no meio e ao fim das duas semanas do estudo. Os hormônios cortisol e catecolaminas, ligados ao stress, foram encontrados em menores quantidades depois do consumo do chocolate.

2º. Incentivar funcionários prejudica a empresa
Estudo da Universidade de Princeton constatou que, quando alguma pessoa recebe incentivo financeiro para realizar uma tarefa, acaba demorando mais para terminá-la. Isso suspostamente acontece porque o bônus distrai a mente, que pensa mais no dinheiro que no trabalho.

3º. Vaca batizada da mais leite
Os pesquisadores Catherine Douglas e Peter Rowlinson da Universidade de Newcastle, no Reino Unido, provaram que vacas que possuem nome de
batismo, tem mais chances de darem uma maior quantidade de leite do que aquelas que não possuem.

4º. Gays têm os cabelos enrolados no sentido anti-horário
O geneticista Amar J.S. Klar, trabalha para o governo americano e decidiu fazer uma pesquisa inusitada. Ele afirma que, nos homossexuais masculinos, o redemoinho do cabelo geralmente se forma no sentido anti-horário – isso é 3 vezes mais comum do que entre os heteros. Por isso Klar, diz que isso é um indício que o homossexualismo é genético.

5º. Mulheres lavam mais as mãos do que os homens
Pesquisadores da London School of Hygiene & Tropical Medicine mostraram que só 32% dos homens ingleses lavam as mãos com sabão depois de usar o banheiro. As mulheres são muito mais limpas, 64% delas usam sabonete depois de ir ao toalete. A pesquisa também confirmou que envergonhar as pessoas é o melhor modo de fazê-las usar a pia nos banheiros.

6º. Baixa renda consegue guardar mais dinheiro
A população de baixa renda, que ganha de um a quatro salários mínimos (R$ 465 e R$ 1.860), consegue organizar melhor seus gastos mensais de acordo um estudo feito pelo Instituto Quorum. Cerca de 40% dos entrevistados que recebe entre um e dois salários (de R$ 465 a R$ R$ 930) consegue poupar quantias entre R$ 20 e R$ 30 por mês. Esse percentual chega a 50% entre quem ganha acima de dois mínimos (a partir de R$ 931).

7º. Dedos dos pés de velocistas são mais largos
A Universidade da Pensilvânia e de Burnaby, nos Estados Unidos, desenvolveu um estudo com atletas, estudando a anatomia de seus corpos. A investigação concluiu que os velocistas nascem com os dedos dos pés mais largos que os de outros atletas. Além disso, os cientistas concluíram que o tendão de Aquiles deles são substancialmente menores. Isso os permite contrair os músculos posteriormente, originando maior potência e explosão.

8º. Plásticos podem causar impotência
A substância bisfenol A, utilizada para endurecer o plástico utilizado em embalagens e garrafas, pode causar disfunção erétil e outros problemas sexuais em homens. O contato regular com altos níveis da substância pode ter relação com estes problemas e traz mais controvérsia à regulamentação do uso do bisfenol A. O estudo que traz as novidades sobre a substância foi realizado com trabalhadores do sexo masculino em fábricas na China que produzem ou utilizam o bisfenol A. Estes trabalhadores relataram taxas quatro vezes maiores de disfunção erétil, sete vezes mais dificuldade para ejacular e diminuição do desejo sexual quando comparados com um grupo de controle.

9º. No mundo, 0,8% dos homens têm micropênis
Estudo dos EUA, apresentando no Congresso Brasileiro de Urologia (SBU), aferiu que apenas 0,8% dos homens que procuram auxílio médico para aumentar o pênis, possuem tamanho menor a 4 cm, doença conhecida como micropênis.

10º. Mulheres são as melhores amigas
O Centro de Pesquisa em Mudanças Sócio Culturais, identificou que os homens são mais instáveis e mais calculistas na hora de escolher os amigos. As mulheres, ao contrário, mostraram-se mais fiéis e companheiras. O estudo acompanhou por 10 anos dez mil pessoas.
As mulheres,  mantiveram diversos amigos e amigas durante todo o período. Pessoas mais velhas e solteiras se mostraram mais fiéis aos amigos de longa data.

Fontes consultadas: Galileu, Superinteressante, Diário do Grande ABC, Época, Abril e Hypescience

10 Vídeos adultos super ultra mega bizarros (2)

banner-lista-adulto

Mais uma lista com os vídeos adultos mais engraçados, bizarros, nojentos e esquisitos da internet de coisas que você certamente nunca viu. Conteúdo para maiores de 18 anos.

(mais…)

Lista 10 Pesquisas Inusitadas (4)

banner-lista-pesquisas-inusitadas

1º. Piolho prejudica aprendizado
A pediculose, ou infestação por piolhos (Pediculus capitis), afeta tanto a saúde física quanto a mental das crianças em idade escolar, o que reduz a auto-estima e leva a dificuldades de aprendizado. Relacionada a fatores socioeconômicos, é vista pela população e pelo poder público como um incômodo, e não um como problema de saúde. Essas são algumas das conclusões de pesquisas realizadas pelo professor Newton Madeira, do Departamento de Parasitologia do Instituto de Biociências, campus de Botucatu.

2º. Mulher do futuro será menor, mais gordinha e mais fértil
Stephen Stearns, biólogo evolucionista da Universidade de Yale, estudou 2.238 mulheres que haviam passado da menopausa, e cruzou os dados com as respectivas vidas reprodutivas. Para este grupo, Stearns testou a altura, peso, pressão arterial, colesterol e outras características correlacionadas com o número de crianças a que elas deram a luz e confirmou que mulheres mais baixas e gordas tendem a ter mais filhos, em média, do que outras, mais altas e magras. Mulheres cujos colesterol e pressão eram baixos também tinham mais filhos, e tiveram seu primeiro na juventude e entraram na menopausa mais tarde. A surpresa foi que estas características foram passadas para suas filhas que, por sua vez, também tiveram mais crianças.
Caso a tendência persista por dez gerações, calcula Stearns, a mulher média em 2409 será 2 cm mais baixa e 1 kg mais pesada do que ela é atualmente. Ela dará à luz o seu primeiro filho cinco meses mais cedo e entrará na menopausa dez meses mais tarde, em relação à média atual.

3º. Tempo limite para correr os 100 metros rasos
Cientistas holandeses afirmam que 9,29 segundos é em quanto tempo é possível correr a prova dos 100 metros rasos, levando o organismo ao limite. O recorde atual é de Usain Bolt com o tempo de 9,58 segundos.

4º. Pessoas feias ganham menos
Nos teste realizados, a produtividade das pessoas consideradas bonitas foi a mesma que as “comuns”, mas elas mostraram muito mais confiança, característica atraente para os empregadores, informa a pesquisa da Why Beauty Matters, publicada pelos economistas norte-americanos Markus M. Mobius e Tanya S. Rosenblat na revista American Economic Review.
A avaliação final mostra que de 15% a 20% da vantagem da beleza provém da autoconfiança. A comunicação oral contribui com 40%, e a visual com outros 40%.

5º. Primogênitos são mais inteligentes
Após testar o QI de 250 mil homens, pesquisadores da Universidade de Oslo, concluiram que  o filho mais velho sempre é o mais inteligente de uma família, com o QI 3 a 5% maior que o dos irmãos.

6º. Uma em cada 25 pessoas no mundo já experimentou maconha
Números obtidos por pesquisadores da Austrália junto ao Escritório das Nações Unidas para Drogas e Crime (UNODC), revelou que cerca de 166 milhões de pessoas no mundo já experimentaram maconha ou são usuários ativos da droga, isso significa que uma em cada 25 pessoas entre 15 e 64 anos em 2006 teve algum tipo de experiência com a droga, escreveram os pesquisadores no “The Lancet”.

7º. Chefe intimidador se sente incompetente
Chefes que se sentem incompetentes atacam severamente os outros, com intuito de compensar a própria inferioridade. “Detentores de poder sentem que precisam ser superiores e competentes. Quando eles não sentem que podem demonstrar isso legitimamente, eles demonstram isso rebaixando as pessoas com um corte ou dois”, diz Nathanael Fast, psicólogo social da Universidade do Sul da Califórnia, em Los Angeles, que liderou uma série de experimentos, a fim de explorar estas consequências.

8º. Cor azul deixa você mais feliz
Estudo realizado por um grupo de pesquisadores científicos The Mind Lab para engenheiros químicos da Universidade de Boots, no Reino Unido, descobriu que a exposição a cores claras trouxe mais benefícios em geral para as pessoas que participaram de um estudo.
Os Pesquisadores expuseram um grupo de voluntários a uma variedade de cores e luzes. Eles descobriram que o azul e o verde fizeram que os homens se sentissem mais felizes; enquanto o azul, lilás e laranja fizeram o mesmo com as mulheres.
Azul e vermelho aumentaram os níveis de confiança entre os homens, o azul e o lilás foram as melhores cores neste ponto para as mulheres, descobriu o estudo.

9º. Ser malvado ajuda você a ganhar mais
Pesquisadores da Universidade de Essex, Inglaterra, estudaram a personalidade de 3 mil homens e descobriram que os que tinha comportamento mais agressivo e predatório, ganhava em média 6% a mais do que os colegas considerados legais.

10º. Malabarismo aumenta o poder do cérebro
Pesquisadores da Universidade de Oxford, na Inglaterra, analisaram 24 adultos que não sabiam fazer malabarismo durante um período de seis semanas.
Os participantes foram divididos em dois grupos – o primeiro recebeu seis semanas de treinamento de malabarismo e praticaram a atividade 30 minutos por dia. O segundo grupo permaneceu sem a atividade.
Os resultados indicam que os adultos que praticaram malabarismo apresentaram um aumento de 5% na chamada massa branca. O aumento foi identificado na parte posterior do cérebro chamada de sulco intraparietal, que contém nervos que reagem quando tentamos alcançar objetos incluídos na visão periférica.

Fontes consultadas: Invertia, G1, Superinteressante, Boletim UNESP, Folha Online, Hypescience e Último Segundo

Os 10 empregos mais bizarros da história

Removedor de excrementos
Na Inglaterra medieval, havia um profissional específico para remover excrementos das privadas e fossas. Eles só podiam trabalhar à noite, e os excrementos coletados deveriam ser levados para fora do território da cidade. Devido ao forte cheiro dos excrementos, existem relatos de legistas que afirmam que alguns desses trabalhadores morreram de asfixia.
Camareiro de privada
Os monarcas ingleses tinham um servo que tinha a tarefa de limpar o rei depois que ele defecasse. Esta tarefa, surpreendentemente, era realizada por filhos de nobres e importantes membros da sociedade. Apesar de ser um “limpador de bundas” oficial, esta era uma tarefa muito desejada, já que conseguia um acesso quase irrestrito à atenção do rei.
“Capacho” de príncipe
Nos séculos XVII e XVIII, havia uma vaga de trabalho para garotos da alta classe: virar uma espécie de “capacho” do príncipe. Quando o filho do rei ia mal nos estudos ou fazia algo de errado, este outro garoto, que convivia com o príncipe, era punido com chicoteadas. Isso acontecia porque acreditava-se que ninguém além do próprio rei deveria ter o direito de maltratar seu filho.
Pisoteador
Pisar em uma pilha de roupas de lã não parece ser um emprego muito bom, não é mesmo? E não era mesmo. A técnica era utilizada para eliminar óleos, sujeiras e outras impurezas da lã, além de deixá-la mais grossa. Na antiguidade, os trabalhadores que faziam isso geralmente eram escravos, como na Roma antiga. Os escravos ficavam com urina e roupas até a altura dos calcanhares, já que a urina era uma boa fonte de sais de amônia, importantes para a limpeza do tecido.
Ladrões de corpos
Com a expansão das escolas de medicina no Reino Unido do século XIX, corpos humanos eram necessários para os estudos, e como roubar um corpo era um crime leve, passível de multa, apenas, isto se tornou uma tarefa comum e muito rentável. Geralmente eles não levavam roupas e jóias, já que isso poderia levar a condenações mais pesadas. Com o crescimento deste mercado e a exigência por corpos frescos, são conhecidos alguns casos de pessoas que passaram a matar outros para vender seus corpos.
Chicoteador de cachorros
Este trabalho era desempenhado por algum empregado da Igreja, com a missão de remover cachorros indesejados da propriedade da Igreja enquanto as missas eram realizadas. Durante os séculos XVII até XIX, não era incomum que os cães de estimação acompanhassem seus donos à igreja. Caso algum cachorro incomodasse a solenidade, o chicoteador tirava o animal de dentro da igreja, para que a missa pudesse continuar.
Médico de sapos
Os médicos de sapos eram uma espécie de feiticeiros de uma tradição ligada à medicina tradicional que existia na Inglaterra até o fim do século XIX. O maior trabalho destes médicos era para curar a escrófula, uma doença de pele ligada à tuberculose. O tratamento era feito ao colocar um sapo vivo ou uma perna de sapo dentro de um saco de tecido, que era deixado sobre o pescoço do paciente.
“Despertador humano”
Esta era uma profissão comum na Inglaterra e Irlanda durante a Revolução Industrial, antes da criação de despertadores confiáveis. O trabalho da pessoa era acordar as pessoas no horário para que elas pudessem chegar ao trabalho na hora certa, exatamente como um despertador comum. Em vez de utilizar sons, eles usavam uma madeira comprida e leve (como um bambu) para cutucar as pessoas pelo lado de fora de suas casas.
Toshers e Mudlarks
Esse trabalho sujo ficou bastante popular na época vitoriana em Londres, na Inglaterra. Pessoas conhecidas como “toshers” procuravam nos esgotos da cidade por jóias e pequenos objetos que poderiam vender. Já os “mudlarks” faziam um trabalho semelhante, só que nas margens do rio Tâmisa. Durante a manhã, eles entravam pelos canais do rio e procuravam, entre esgoto não processado e carcaças de animais, por pequenos tesouros.
10º
Bobo da corte
Todos já ouvimos falar e vimos em filmes os bobos da corte, que tinham a permissão de tirar sarro de todos, até do rei, se ele achasse engraçado, é claro. Hoje em dia o emprego não existe mais, e sumiu da maior parte dos reinos há muitos séculos. Curiosamente, até 1999, o reino de Tonga, na Polinésia, tinha um bobo da corte oficial. O mais bizarro é que o bobo, que era conselheiro financeiro do governo, se envolveu em um escândalo político.

Lí no excelente HypeScience

Lista 10 Pesquisas Inusitadas (3)

banner-lista-pesquisas-inusitadas

1º. Fotos de bebês deixam ladrões com remorso
Psicólogos Escoceses espalharam 240 carteiras pelas ruas de Edimburgo e descobriram que as carteiras com fotos de bebês têm 6 vezes mais chances de serem devolvidas ao dono.

2º. Jogar Tetris melhora o cérebro
De acordo com um estudo do Mind Research Network o jogo pode realmente melhorar a eficiência do cérebro, aumentar o córtex e ajudar outras áreas.
Segundo o Dr. Sherif Karama, co-investigador do Instituto Neurológico de Montreal, no Canadá, o órgão pode ser estimulado e que “uma tarefa desafiadora de espaço visual tem um impacto na estrutura do córtex”. Ou seja, o game Tetris serve como um tipo de “academia” para o cérebro e ajuda no desenvolvimento.

3º. Quarta-feira é o pior dia da semana
Pesquisa liderada pelos cientistas Peter Dodd e Christopher Danforth da Universidade de Vermont, Estados Unidos, revelou que a maior parte dos internautas consideram a quarta-feira o pior dia da semana. De acordo com o site ITProPortal Dodd e Danforth dizem ter projetado um sistema inovador que pode medir a felicidade coletiva analisando os sentimentos da pessoa através da avaliação de seus tweets e posts em blogs.

4º. Mudança no clima custará US$ 400 bi anuais
Cientistas de todo o mundo alertam que o custo estimado pela Organização das Nações Unidas (ONU) para amenizar o impacto das alterações está subestimado e que o montante necessário é bem maior. Os dados são do Instituto Internacional para Ambiente e Desenvolvimento e do Imperial College de Londres.O mundo precisaria gastar por ano o equivalente a nove ou dez vezes o orçamento que Pequim dispôs para realizar os Jogos Olímpicos para salvar o planeta dos impactos das mudanças climáticas, cerca de US$ 400 bilhões a US$ 500 bilhões.

5º. Fazer muitas coisas ao mesmo tempo atrapalha o cérebro
As pessoas que costumam fazer muitas coisas ao mesmo tempo são as piores em fazer muitas coisas ao mesmo tempo. Esta é a surpreendente conclusão de pesquisadores da Universidade Stanford, que determinaram que os chamados multitaskers – pessoas que habitualmente se dedicam a mais de uma tarefa ao mesmo tempo – distraem-se com grande facilidade e são menos hábeis em ignorar informações irrelevantes do que pessoas que só concentram tarefas ocasionalmente.

6º. Ser “machão” pode prejudicar a saúde
Os homens que defendem de forma vigorosa os conceitos tradicionais de masculinidade e acreditam que o homem ideal é um sujeito forte e caladão que não se queixa das dores que sofre apresentam probabilidade 50% inferior, se comparados a outros homens, de procurar tratamentos preventivos de saúde, como um checape anual, afirma um estudo da Associação Sociológica Americana, em San Francisco.

7º. Cerca de 40% dos textos no Twitter são inúteis
A categoria “mensagens inúteis” domina os textos publicados no serviço de microblog Twitter, segundo a empresa de pesquisa Pear Analytic. Em um recente estudo, a companhia divulgou que esse tipo de mensagem (pointless babble, em inglês) responde por 40,55% de todas aquelas publicadas no site. Para chegar a essa conclusão, foram analisados 2 mil twitts escritos em inglês, durante duas semanas.

8º. Fanatismo por futebol pode prejudicar futuro profissional
Pesquisa, feita entre 900 gerentes de empresa pela agência de emprego TheLadders.co.uk, aponta que pessoas podem ter problemas com seus chefes se expressarem seu amor ao time no trabalho – principalmente se não for o mesmo de seu superior.
A mencionada agência, que opera na internet, adverte que mostrar de forma pública um interesse particular por um time de futebol pode fazer com que o funcionário leve um “cartão vermelho”. Por outro lado, ter o chefe no mesmo lado da torcida pode representar uma eventual promoção.

9º. Alunas de escolas só para meninas preferem rapazes com rosto feminino
Uma pesquisa britânica sugeriu que alunas de escolas exclusivamente para meninas sentem maior atração por meninos com feições femininas.
Já no caso das escolas exclusivas para meninos, o ambiente escolar parece exercer uma influência menor na atração pelo sexo oposto. De acordo com o estudo liderado pela Universidade St. Andrews, na Escócia, a preferência em relação ao rosto de meninas não muda, mas há uma tendência de os meninos buscarem a companhia de rapazes com feições mais masculinas.
A pesquisa foi feita com 240 adolescentes com idades de 11 a 15 anos, que estudavam em escolas mistas ou exclusivas para um ou outro gênero. Eles observaram fotos de pessoas com rostos levemente alterados por computador que ficavam mais femininos ou masculinos, e responderam a um questionário.

10º. Comprovado que pessoas perdidas andam em círculos
Um estudo elaborado pelo Instituto Max Planck de Biologia Cibernética em Tubingenna na Alemanha descobriu que as pessoas realmente andam pelos mesmos lugares quando não têm pontos de referência confiáveis.
Segundo os pesquisadores Jan Souman e Marc Ernst, os cientistas usaram sistemas GPS para registrar os caminhos.
Os resultados mostraram que os andarilhos só conseguiam manter uma linha reta quando o sol ou a lua eram visíveis. Quando o sol sumia atrás de algumas nuvens, as pessoas começavam a andar em círculos sem perceber.
.
Fontes consultadas: Estadão, Band, Yahoo, Superinteressante, Terra, G1 e O Globo

10 Vídeos adultos super ultra mega bizarros

banner-lista-adulto

Após ficar um tempo sem atualizações, a lista mais engraçada, bizarra, nojenta e esquisita da internet está de volta. Confira dez vídeos adultos muito bizarros. Conteúdo para maiores de 18 anos.

(mais…)

As 10 Tradições mais bizarras do mundo

Comer Morto
Os Aghoris são membros de uma seita hindu que adoram Shiva. Nada é considerado tabu, beber, se drogar e comer carne são práticas normais na tribo. O aspecto mais chocante dos Aghoris, é encontrar cadáveres, meditar em cima do corpo e em seguida os membros são removidos e comidos crus. Neste vídeo você pode ver mais informações dos Aghori.
Arremesso de bebês
Todos os anos, na Solapur (uma região em Maharashtra, Índia) diversos pais se reúnem para lançar seus bebês do alto de uma torre de 15 metros e aparados por uma cama elástica improvisada.
Os pais acreditam que a prática dará aos seus filhos vida longa e serão saudáveis.
Veja o vídeo.
Rito de iniciação dos Sateré-Mawé
Os Sateré-Mawé habitantes de uma tribo da região amazônica do Brasil, tem um rito agonizante para os meninos. Para se tornar um homem, o menino deve inserir sua mão em uma luva, que é tecida com formigas que têm uma das mais dolorosas picadas na natureza e aguentar durante 10 minutos e repetir o ritual vinte vezes ao longo dos meses. Veja o vídeo.
Ritual Matam
Para comemorar a morte de Husayn ibn Ali (um neto de Maomé), alguns grupos de muçulmanos xiitas tomam as ruas e chicoteiam-se especialmente com navalhas ou facas. Outros grupos fazem cortes em suas cabeças com uma faca. Esta terrível tradição, chamada de Matam, também é praticada por crianças ou forçada pelos próprios pais a fazerem parte do ritual.
Caixões Pendurados
Nas Filipinas e em uma tribo indígena chinesa, além dos Toraja, têm o costume de não enterrar os mortos e sim colocá-los em caixões e pendurá-los nas paredes de cavernas.
Com isso o cadáver evita o contato com os bichos da terra e apodrecem mais lentamente que o normal.
Os Yanomami
Provenientes do Brasil e da Venezuela a tribo Yanomami tem a tradição religiosa de proibir a manutenção de qualquer parte do corpo do morto, por esta razão, quando um Yanomami morre, seu corpo é levado para ser queimado e os ossos são triturados e combinados com as cinzas. Estes são, então, divididos entre a família e posteriormente comido.
Alimentar os mortos
Recentes descobertas no Vaticano apontam uma peculiar tradição dos antigos romanos e que era executado até o inicio do século no leste europeu. Trata-se de um ritual em que eles colocavam comida, água, e mel para os mortos, como sinal de agradecimento pela vida, e também para as bênçãos que esses mortos trariam.
O Ritual do cuspe
Você aprendeu que cuspir nas pessoas é uma tremenda falta de respeito, mas não na tribo Masai encontrada no Quênia e na Tanzânia. Lá uma forma de saudação é cuspir uns aos outros, além de que, quando uma criança nasce, a forma de "batismo" adotada pela tribo é o bebê ser cuspido, pelos homens da tribo Masai.
Vivendo entre os mortos
Os Torajan, um grupo étnico do sul Sulawesi, na Indonésia, geralmente demoram muitos meses para que a família de uma pessoa morta possa levantar fundos para o funeral, enquanto isso o cadáver é envolto em panos e mantido assim até o dia do enterro, quando o corpo é colocado em uma caverna e sua efígie é colocada de maneira que fique "olhando" para fora.
10º
Ritual Iyomante
Os Ainu, são uma etnia (Japão e Rússia) que tem como ritual homenagear a natureza, abatendo um urso hibernante e criando os filhotes durante dois anos, em seguida os ursos são sacrificados e os aldeões bebem seu sangue e comem sua carne. O crânio é posto numa lança e embalada com a pele do animal, representando um espantalho bizarro que da proteção ao povo.

Traduzido do blog Listverse

Lista 10 Pesquisas Inusitadas (2)

banner-lista-pesquisas-inusitadas

1º. Falar com mulheres deixa homens mais burros
O doutor Johan C. Karremans, da Radboud University of Nijmegen nos Países Baixos, promoveu duas pesquisas, publicadas no Journal of Experimental Social Psychology, para mostrar que interações entre sexos causam uma queda temporária nas funções cognitivas do cérebro.
Nos testes, homens e mulheres tiveram que conversar com estranhos de ambos os sexos e, ainda, preencher testes matemáticos e de associação de palavras antes e depois da interação. O público masculino apresentou uma sensível queda em sua performance depois de conhecer mulheres e quanto mais atraente for a moçoila, maior o declínio nos resultados. O efeito é o mesmo seja o macho casado, solteiro ou comprometido.

2º. 57% dos executivos recorrem a drogas para aliviar estresse
Uma pesquisa feita com mil executivos de São Paulo e Porto Alegre, com cargos de gerência para cima, revela que esses profissionais têm adotado uma estratégia nada saudável para aguentar as pressões do dia a dia: 57% deles recorrem ao uso de álcool, drogas ou medicamentos para suportar o estresse da rotina. “É uma tentativa de fugir da realidade”, resume Ana Maria Rossi, coordenadora da pesquisa realizada pela International Stress Management Association do Brasil (Isma-BR), um instituto de estudo do estresse.

3º. Riso de macacos é igual ao de humanos
A análise, coordenada por Marina Davila Ross, da Universidade de Portsmouth, no Reino Unido, está num artigo na revista científica “Current Biology”, concluiu através de uma avaliação matemática apurada das gravações de riso vindas de bebês humanos e bebês macacos. Um dos fatores em comum entre o riso de todas as espécies é a capacidade de exalar ar durante o tempo equivalente a três ou quatro ciclos de respiração — capacidade antes considerada unicamente humana. Além disso, as diferenças entre o riso de cada primata seguem o parentesco evolutivo — os chimpanzés têm o riso mais parecido com o nosso, enquanto os orangotangos têm a gargalhada mais distinta da humana.

4º. Homens dedicam mais tempo a filhos parecidos com eles
Os homens passam mais tempo com os filhos mais parecidos com eles ou com um cheiro similar, segundo um estudo francês. O Centro Nacional de Pesquisa Científica da França (CNRS, na sigla em francês) anunciou, em comunicado, os resultados do estudo, dirigido pela Universidade de Montpellier, que foram publicados também na versão online da revista “Animal Behaviour”. Além disso, o estudo confirmou a capacidade dos pais de reconhecerem seus filhos biológicos.

5º. Aquecimento global favorece as mulheres
Geleiras vão derreter, ilhas vão desaparecer e as mulheres vão dominar o planeta. Segundo um novo, em países tropicais nascem mais meninas do que meninos (pois os fetos femininos são mais resistentes). E a tendência é que, com o aumento da temperatura, isso aconteça em todo o mundo.

6º. Formigas usam corretor de imóveis
Segundo um estudo feito na Inglaterra, existem formigas especializadas em encontrar ninhos. Quando a colônia precisa se mudar, elas saem para procurar um novo lar, julgando aspectos como espaço e distância de outros formigueiros. Se encontrarem, voltam e tentam convencer as demais formigas.

7º. Música pode ajudar bebês prematuros
Unidades hospitalares onde são tratados os bebês prematuros começaram a tocar música. Acredita-se que a prática possa agilizar a cura e deixá-los mais confortáveis. Agora, um novo estudo descobriu algumas evidências de que isso funciona.
Escrevendo online em “Archives of Disease in Childhood”, pesquisadores dizem que a música parece reduzir o nível de dor experimentado pelos bebês. Ela também pode ajudá-los na transição de alimentação do cordão umbilical para a boca, diz o estudo.

8º. Rinite afeta desempenho na escola e no trabalho
A rinite afeta a qualidade de vida e a produtividade de uma pessoa, seja adulto ou criança. Foi o que mostrou pesquisa divulgada no XIX Congresso Mundial de Otorrinolaringologia. A pesquisa ouviu 1.088 adultos e 4.618 crianças em oito países da América Latina em 2008. No Brasil, foram feitas entrevistas em oito capitais (Rio, São Paulo, Brasília, Salvador, Curitiba, Porto Alegre, Belém e Belo Horizonte).
Segundo o estudo, quase metade (48%) das crianças e adultos sofrem interferência na escola ou trabalho por causa dos sintomas da rinite. Desses, 14% foram impedidos de sair de casa pela doença; 17% tiveram o rendimento afetado; e 17% passaram pelas duas situações. Sobre a qualidade de vida, 19% disseram que a rinite tem grande impacto nela; 24%, impacto moderado; 22% algum impacto; e 14%, pouco. Como eles se sentem durante as crises da doença? 38%, sempre cansados; 37% irritados; 34% ansiosos; 19% deprimidos.

9º. Poeira do Saara provoca chuva na Amazônia
A poeira de uma das regiões mais áridas do mundo provoca chuvas na maior floresta úmida do planeta. Uma pesquisa publicada no mês passado na revista científica Nature Geoscience mostra que o material que sai do Saara e atravessa o Atlântico está ligado diretamente à intensidade da precipitação na Amazônia. Todo ano, entre fevereiro e abril, a areia suspensa por tempestades no deserto sai da África, cruza o oceano e alcança a América.

10º. Refrigerantes podem causar taquicardia e paralisia
O consumo excessivo de refrigerantes pode causar taquicardias, fraqueza nos ossos e paralisia muscular, entre outros problemas de saúde, segundo afirma um estudo publicado hoje no “International Journal of Clinical Practice”.
Os autores do estudo, dirigido por Moses Elisaf, da universidade grega de Ioannina, afirmam que o número de pessoas que adoecem por um consumo excessivo desse tipo de bebida tem aumentando, o que se deve em parte ao empenho das empresas em comercializar garrafas cada vez maiores.

Fontes consultadas: Abril, Último Segundo, Terra, G1 e Superinteressante











Lista 10 © 2007-2016