viagem 10 formas de viajar de graça ou comprar pacotes de viagens mais baratos
se beber Os 10 filmes mais engraçados do cinema
pessoas baixinhas 1 10 coisas que só as pessoas baixinhas vão entender

10 assustadoras decorações de Natal

Uma coisa que voa num trenó de renas, mora no fim do mundo e ainda invade sua casa a noite, já é algo bem assustador, e fica ainda mais com essas decorações de Natal bizarras. Confira:

(mais…)

Favoritar

10 pesquisas inusitadas (8)


Segundo Adriano Segal, psiquiatra ligado à Associação Brasileira para Estudos da Obesidade e Síndrome Metabólica (Abeso), as pessoas realmente engordam em relacionamentos estáveis devido a três fatores: Em primeiro lugar, os solteiros costumam ter uma preocupação maior com a forma por uma questão de aparência – eles querem se manter atraentes. Entre os casados há um segundo fator: eles são, em média, mais velhos do que os solteiros, e essa diferença de idade já explica, em parte, a dificuldade de manter a forma. Em terceiro lugar, Segal aponta uma questão que atinge os homens solteiros e que moram sozinhos. Muitas vezes, eles não sabem cozinhar. Fora de casa, eles acabam fazendo menos refeições. O especialista ainda afirma que, embora aconteça também entre as mulheres, o ganho de peso na relação é mais comum nos homens.


Pesquisadores da Universidade de St. Andrews, na Escócia, dividiram alguns estudantes voluntários em dois grupos e os convidaram a participar de um jogo – uma das turmas competiria com alunos da própria universidade (St. Andrews), enquanto a outra concorreria com uma instituição rival. Cada participante recebeu uma quantia em dinheiro e podia fazer duas escolhas: enriquecer sozinho ou arriscar a fortuna para ajudar o grupo. Ao contrário do que se imaginava, os homens com cara de mau eram os mais dispostos a cooperar com o grupo e arriscar toda a grana. Quando não havia rivalidade, esse grau de cooperação diminuía bastante.


Em um estudo realizado por cientistas da Universidade Kansas State – EUA, retomar o namoro com o ex costuma tender ao erro. Os casais desse tipo de relação podem ser muito mais impulsivos. Agindo assim, surgem cachorrinhos, aluguéis e filhos não planejados.
Isso acaba gerando uma grande insatisfação para todos os envolvidos, que ainda sofrem com problemas de comunicação, geralmente tomam decisões precipitadas que afetam todo o relacionamento, possuem autoestima mais baixa e são incertos sobre o futuro.


Publicado na revista PLoS One, o estudo do centro de pesquisas Monell, na Filadélfia, Estados Unidos,  revelou que os seres humanos podem identificar a idade de uma pessoa por meio de seu odor corporal. Os neurocientistas descobriram que os seres humanos são capazes de diferenciar os odores corporais de pessoas mais velhas (75-95 anos), adultas (45-55) e jovens (20-30). Além disso, os cheiros que para nós são mais suaves e agradáveis são aqueles de pessoas mais velhas, enquanto que os jovens emitem um odor pessoal mais característico e intenso, qualificado como “suado” ou “almiscarado”.


Os pesquisadores holandeses Maarten Bos, Ap Dijksterhuis e Rick van Baaren apresentaram os resultados de uma pesquisa onde foi testada a influência do nível de glicose no sangue em atividades feita de forma consciente e inconsciente. Ao tomarmos decisões, o inconsciente é confiável quando os níveis de glicose estão baixos, enquanto que deliberações feitas de forma consciente funcionam melhor quando a glicose está elevada.


Um estudo realizado com 600 usuários de iPhone, que responderam a uma pesquisa por meio de texto e voz, com questões sobre a quantidade de exercício semanal ou a quantidade de álcool consumida no último mês. As respostas por sms foram muito mais precisas, oferecendo, inclusive, dados numéricos, enquanto as entrevistas por voz continham explicações muito mais vagas.


Essa é a conclusão de um estudo realizado na Inglaterra pela London School of Economics e publicado na revista Psicologia Social.
Para alcançar este resultado, os pesquisadores compararam dois estudos sobre jovens americanos: um sobre as atitudes sociais e outro sobre sua inteligência. Com isso, descobriram que aqueles que dão mais importância à fidelidade têm um QI mais alto.
“Os homens inteligentes são mais propensos a exclusividade sexual”, disse Satoshi Kanazawa, um dos pesquisadores por trás do estudo, para a rede britânica BBC. Kanazawa explicou que os resultados não se aplicam a mulheres, que, de acordo com o especialista, elas são comparativamente mais monogâmicas que os homens ao longo da história.


Pesquisadores da Universidade de Florença, na Itália, revisaram estudos anteriores sobre as causas e efeitos da infidelidade e perceberam uma tendência mortal: homens que traem correm mais risco de sofrer infarto fatal. Um dos estudos revisados veio de uma universidade da Alemanha. Os pesquisadores de lá avaliaram casos de infarto durante o sexo. E a maioria dos homens que morreram nessas situações estava traindo suas mulheres. Em janeiro deste ano, o Centro de Prevenção e Controle de Doenças dos Estados Unidos, fez estudo semelhante. Após analisarem as autópsias de mais de 5 mil homens, eles descobriram que, entre aqueles que morreram durante o sexo, 75% estavam com as amantes.


A Universidade de Wake Forest, testou fotos dos lados esquerdo e direito do rosto de participantes. Depois reuniram alguns voluntários para avaliarem a beleza das fotos. As imagens que mostravam o lado esquerdo sempre foram classificadas como as mais agradáveis. E o resultado era o mesmo quando os pesquisadores espelhavam as fotos. Isso acontece porque, segundo a pesquisa, a bochecha esquerda é mais intensa, expressa mais emoções. Aí esse lado do rosto fica mais agradável e bonito.


Entre os diversos aspectos comportamentais que caracterizam um bom líder, a tendência a se sentir culpado pode não estar entre as mais citadas, mas um estudo desenvolvido na Escola de Negócios da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, aponta que essa característica é comumente encontrada em pessoas com potencial para liderar. Pesquisadores analisaram grupos de pessoas que fizeram testes de personalidade e identificaram se elas eram mais propensas a desenvolver sentimentos de culpa ou de vergonha em situações adversas, como derrubar vinho no tapete branco durante uma festa na casa de um colega de trabalho. Em seguida, desenvolveram atividades com os grupos sem designar um líder para cada um, pedindo que os participantes avaliassem as habilidades de liderança de cada colega. O resultado mostrou que as pessoas identificadas como propensas a sentir culpa eram constantemente as mesmas a assumir papéis de liderança durante as atividades.

Fontes: Estadão, Folha, G1, SuperInteressante e Universia

Favoritar

10 invenções antigas e bizarras

Conheça algumas “brilhantes” invenções de “gênios” da antiguidade.

(mais…)

Favoritar

10 rituais bizarros de culturas indígenas

Como hoje, dia 19 de abril é o Dia do Índio, fizemos uma compilação com dez rituais índigenas de tirar o fôlego.

avatarAborígenes australianos levam meninos para retirar o prepúcio do pênis sem anestesia, em seguida o garoto precisa se ajoelhar sobre um escudo próximo a uma fogueira. Além disso, ele tem que comer a própria pele crua e sem mastigar. Quando a circuncisão termina de cicatrizar eles sofrem outra “cirurgia”, nessa o órgão genital é cortado na parte inferior, próximo aos testículos. O sangue que escorre deverá cair em uma fogueira, isso significa purificação. Depois disso o homem é obrigado a se abaixar e urinar como uma mulher.
avatarOs meninos da tribo algonquinos são isolados do restante da tribo e enjaulados. Eles recebem uma substância chamada wysoccan que é quase cem vezes mais alucinógena que o LSD. O ritual consiste em fazer com os garotos esqueçam as lembranças da infância e então se tornem homens. O wysoccan é tão forte que muitos meninos perdem a memória da família e até da própria identidade, outros perdem até a fala. Quando alguns garotos ainda lembravam coisas da infância eles são levados novamente para o ritual.
avatarOs Matis, da floresta amazônica brasileira, realizam testes com os garotos da tribo para saber se estão habilitados a participar das caçadas com os homens. Os meninos recebem veneno direto no olho, segundo a tradição é para melhorar a visão e aguçar os sentidos. Em seguida são espancados e chicoteados e recebem um poderoso veneno de um sapo da região. Acredita-se que o veneno aumenta a força e a resistência que só acontece depois do garoto sofrer muitos enjôos, vômitos e diarreia.
avatarOs índios Kalankó praticam um ritual chamado “Serviço de Chão ou Mesa do Ajucá”. A finalidade da prática é curar as enfermidades por meio de consulta direta aos encantados. Um pano quadrado é posto no chão com um pouco de fumo e alho em cada uma das pontas. No começo do rito os indivíduos dão três voltas ao redor do pano fumando o campiô, uma espécie de cachimbo indígena. Acontecem também três rodadas de canto. O doente é encruzado por três vezes, com o campiô, maracá e alho. Depois da segunda ou terceira música o cantador diz receber uma energia encantada que faz com que ele receite remédios do mato, dê conselhos e consultas.
avatarO salto dos índios Vanuatu é um ritual para mostrar masculinidade e impressionar as mulheres e os deuses. Os garotos da tribo, com cerca de 7 ou 8 anos, tem que saltar de uma torre de 30 metros de altura com cipós amarrados nos tornozelos, a velocidade chega a 72 quilômetros por hora. O salto é considerado perfeito quando o menino consegue encostar a cabeça bem próxima ao chão. Como os cipós não são elásticos e o comprimento da corda pode ser calculado errado é muito provável acontecer sérios acidentes ou até a morte.
avatarUma tribo no Quênia, chamada Okiek, realiza um ritual de passagem com adolescentes de 14 a 16 anos. Tanto meninos e meninas tem os órgão sexuais circuncidados. Em seguida eles ficam separados de adultos do sexo oposto de quatro a 24 semanas. Quem participa do ritual tem que se pintar com argila branca e carvão, a fim de parecer selvagem e a partir de então receber orientações dos anciãos. Para piorar a situação dos jovens a circuncisão é feita com uma lâmina velha e suja que pode causar infecções. Nas meninas a circuncisão é feita com a remoção do clitóris o que as deixam incapacitadas de sentir prazer sexual. Caso alguma moça se recuse a passar pelo ritual ficará isolada da tribo.
avatarO ritual fúnebre dos índios Bororo pode levar até três meses, a demora é necessária para uma total putrefação da carne do defunto. Inicialmente o morto é posto em uma cova rasa no pátio da aldeia. Todo dia o corpo é regado a fim de acelerar a decomposição. Durante esse período são realizados muitos rituais com danças, comidas, bebidas e teatros. Ao completar os três meses o corpo é exumado e levado para um rio, onde os ossos são lavados para remover todo o resto de tecido podre. Os ossos limpos são colocados em cestas e levados para serem pintados. Essa mesma cesta, com os ossos já pintados, é levada ao rio e afundada na parte mais funda, sendo presa a um pau que fica com a ponta para fora do rio. O local é chamado de “morada das almas”.
avatarNa Amazônia uma tribo chamada Tukuna realiza um ritual com meninas que começam a menstruar. Durante quatro a 12 semanas elas ficam isoladas em um local construído pela família já com esse propósito. O que se acredita é que a moça está no submundo e correndo perigo por conta de um demônio chamado Noo. No final do ritual outras pessoas utilizam máscaras e se tornam reencarnações do demônio. Para se proteger do mal a moça passa dois dias com o corpo pintado de preto. No terceiro dia a garota é levada por parentes para festividades e dançam até o amanhecer. A menina recebe uma lança com fogo para jogar no suposto demônio. Feito isso, ela está livre para se tornar uma mulher adulta.
avatarUma tribo nigeriana, chama de Iria, um ritual com moças entre 14 e 16 anos que são levadas para lugares onde recebem alimentos pesados até engordar. Durante vários dias elas cantam canções. A tribo Okrika acredita que essas jovens podem ter ligações amorosas com espíritos aquáticos, por isso cantam músicas tradicionais da tribo antes de casar. É no último dia do rito que as meninas passam nas águas, com uma mulher mais experiente, a fim de levá-las para longe dos espíritos que podem pegar as moças novamente.
avatarUm ritual da tribo amazonense Satere-Mawe é muito doloroso. Para provar masculinidade os garotos da tribo tem que colocar as mãos dentro de uma luva cheia de formigas-bala. Só para se ter uma ideia da dor, a mordida dessa formiga é 20 vezes mais dolorida que a de uma vespa. Durante 10 doloridos minutos os meninos tem que dançar com as mãos dentro da luva. A dor é tão forte que é possível acontecer convulsões, além disso, a dor pode durar 24 horas.

Favoritar

10 pesquisas inusitadas


É difícil acreditar, mas é verdade! De acordo com um estudo da Universidade do Arkansas dos EUA, ficamos mais conservadores quando bebemos. Pesquisadores alegam que quanto mais alto o nível de álcool no sangue dos voluntários, mais conservadoras eram as opiniões deles em relação a sexo, educação e posicionamento político. O que explica esse fato estranho é: quando um indivíduo bebe o raciocínio fica prejudicado, seria os pesquisadores chamam de “pensamento de pouco esforço”.


Cientistas do Instituto Max Planck alemão, liderada pelo espanhol Luis Álvarez, descobriram que os espermatozóides são capazes de realizar cálculos complexos, igual a muitas outras células que fazem dezenas de cálculos. Porém esse fenômeno foi observado unicamente nos espermatozóides de várias espécies marítimas. Álvarez explicou que o mecanismo que movimenta a cauda do espermatozóide foi conservado ao longo da evolução e está em diferentes tipos de células do corpo humano. As pesquisas para novas descobertas prosseguem.


Pesquisas feitas na Universidade de Oxford comprovam que um medicamento chamado Propanolol, que é usado para controlar a frequência cardíaca, pode ter efeitos sobre o racismo inconsciente. Sylvia Terbeck, responsável pela pesquisa, acredita que a descoberta pode ser explicada pelo fato do racismo ser proveniente do medo. Além de o medicamento atuar no sistema nervoso também afeta a parte do cérebro envolvida no medo e nas respostas emocionais. Foram 18 voluntários divididos em dois grupos, em ambos os voluntários responderam a um teste de associação implícita, que era para associar palavras e imagens. Somente um grupo foi medicado com o Propanolol. Os que receberam doses do remédio tiveram mais facilidade de associar palavras positivas com imagens negras e apresentaram menores pontuações me testes psicológicos de racismo.


Uma pesquisa realizada no Texas, nos EUA, abordou 300 homens e mulheres em um parque de diversões antes e depois de andarem na montanha-russa. O teste era simplesmente olhar uma foto do sexo oposto e dizer o quão atraente era essa pessoa. Alguns acabavam também avaliando o sex appeal da pessoa que iria ou tinha andado no brinquedo ao lado. De acordo com os pesquisadores os indivíduos que saiam da montanha russa ficavam “mais facinho”. O estudo aponta para uma teoria chamada de transferência de excitação, ou seja, a ideia de que resíduos da empolgação causada por um estímulo amplificam a empolgação causada por um outro estímulo que vem logo em seguida.


Pesquisadores elaboram a fórmula que diz quando tempo um casal famoso ficará junto. P representa o número de vezes que os dois já foram casados antes; Ab a idade dele; Ag a idade dela; Gb = o número de resultados para o nome dele no Google, em milhões; Gg o número de resultados para o nome dela no Google, em milhões; S = nas primeiras 5 fotos que aparecem quando você joga o nome dela no Google, em quantas ela está vestida sensualmente; D  quantos meses eles se conheciam antes do casamento e T  para descobrir as chances de o casamento durar 1 ano. Se for 1 ano colocar 1, se tiver chances de durar 5 anos, colocar 5 e assim por diante.


Parece até piada, mas não é. Um estudo das universidades da Califórnia (EUA) e de Toronto (Canadá), com mais de mil voluntários, chegou concluiu que as pessoas que têm grande poder aquisitivo tendem a mentir, trapacear, passar a perna nos colegas de trabalho, fazer barbeiragens no trânsito e, pasmem, roubar doces de crianças com mais frequência do que os pobres. Em um dos testes, pessoas mais ricas pegaram duas vezes mais doces de um pote do que os pobres, mesmo sabendo que os doces eram para crianças. Já em outro teste, metade dos motoristas de carros mais caros ignoraram pedestres que aguardavam para atravessar a faixa. Nenhum dos que dirigiam carros velhos fizeram isso. A explicação dos pesquisadores é que as pessoas de classes superiores são mais focadas no próprio benefício, mais gananciosas e tendem a achar que estão acima de certas leis.


Segundo uma pesquisadora canadense, Joan Lee, o uso frequente de mensagens de texto empobrece o vocabulário e faz com que as pessoas sejam menos receptivas às novas palavras. O estudo que foi realizado na Universidade Calgary no Canadá também aponta que as pessoas que lêem livros, revistas e jornais são mais receptivas às mesmas palavras novas. A pesquisa analisou hábitos de leitura de estudantes universitários, incluindo também mensagens de texto, e apresentou aos estudantes palavras reais e fictícias.


Alguns estudos feitos com atletas revelaram que usar roupas frescas ajuda a diminuir o ritmo em que temperatura corporal aumenta, que faz com que adie a fatiga, melhore o desempenho e torne o exercício menos penoso. De acordo com pesquisadores da Escola de Medicina da Universidade de Stanford, o simples ato de carregar uma garrafa térmica gelada pode causar o mesmo efeito nas pessoas acima do peso. O estudo foi feito com mulheres obesas de 30 e 45 anos e sem outros problemas de saúde. Foram três meses de pesquisa onde elas participaram de três sessões de exercícios por semana. Durante as atividades físicas elas seguravam garrafas térmicas. Em um grupo as garrafas tinham água gelada, já no outro, a água estava na temperatura ambiente. Aquelas que carregavam garrafas com água gelada tiveram uma taxa de frequência melhor do que do outro grupo e também progrediram mais em sua atividade aeróbica, foram 98% contra 80%.  O mais impressionante é terem perdido mais medidas na cintura.


O “mal de altura” acontece com milhões de pessoas saudáveis quando sobem rápido demais grandes altitudes, é como se fosse uma ressaca forte. Um estudo feito nos EUA na Universidade de Stanford, na Califórnia descobriu que o antiinflamatório ibuprofeno é eficaz contra esse mal. Os sintomas são dores de cabeça, fadiga, enjoo, náuseas, perda de apetite e vômitos. Alguns especialistas especulam que a falta de oxigênio aumenta o volume de líquido no cérebro, causando inflamação, que pode diminuir quando o medicamento é tomado.


Em uma instituição de combate ao câncer, Moffitt Cancer Center, nos Estados Unidos, foi feita uma pesquisa que concluiu que depois de passar por situações emocionalmente desgastantes, o cigarro pode ajudar o fumante a resgatar o autocontrole. Os cientistas queriam ver com esse estudo até que ponto o tabaco afetaria o autocontrole dos fumantes e também ajudar na busca de soluções para o vício, isso tudo com alternativas menos agressivas ao organismo que proporcionam a mesma sensação de calma. Participaram 132 dependentes do cigarro. Na primeira parte, todos eles assistiram a um vídeo bastante emocional de danos ambientais. Um grupo mostrou reações naturais diante das imagens já outros se abalaram. Após isso metade pode fumar um cigarro e tiveram q realizar uma tarefa que exigia mais calma. Os pesquisadores concluíram que  o cigarro melhorou o autocontrole de quem fumou e também, em parte, também proporcionou a eles um humor melhor.

Favoritar

10 livros bizarros que você não vai acreditar que existem

Esqueça os livros de auto-ajuda tradicionais, navegando pela Amazon, descobri alguns livros que no mínimo servem para rir do título deles. Clique nas imagens se for maluco e quiser comprar.

- Como iniciar seu próprio país, só é mole pro Eike Batista.

Favoritar

10 telefones inusitados e criativos

Dia 10 de março é comemorado o Dia do Telefone, então nos antecipamos para mostrar dez telefones bem diferentes para decorar sua casa, trabalho e etc. Confira as imagens:

(mais…)

Favoritar

10 pesquisas inusitadas


  1. Voltar com o ex é cilada

  2. Homens fiéis são mais inteligentes

  3. Aborto é mais seguro do que dar a luz

  4. Metade das solteiras britânicas carregam uma calcinha extra

  5. Dormir do lado esquerdo da cama aumenta suas chances de ser feliz

  6. Homens tatuados são mais saudáveis

  7. Televisão e carro fazem mal ao coração

  8. Homens preferem as morenas do que as loiras

  9. Mulheres se excitam ao ver macacos fazendo sexo

  10. Comer bolo pode aumentar o número de pêlos em seu corpo


Favoritar

10 reclamações bizarras de turistas

O Jornal Telegraph fez uma compilação com as reclamações mais inusitadas de turistas “curtindo” as férias. Confira a lista:

- Não sabia que ficar em camas separadas era método anticoncepcional.

Favoritar

Os 10 trotes universitários mais brutais

Final das férias, início das aulas e com elas os famosos trotes com calouros nas universidades. Se você acha que ser um universitário novato é ruim, vai descobrir que pode ser pior do que você imagina. Selecionamos os dez trotes mais cruéis e maléficos já vistos. Confere aí:


avatarSabe aqueles marcadores de textos coloridos? Aposto que você nunca imaginou que ele já foi usado como ferramenta de trote em calouros. Além de ter a bunda pintada o destino do pilotinho colorido foi o reto do universitário.
.

 


avatarUma universitária relatou que durante um trote foi obrigada a fazer uma difícil escolha: usar um vibrador na frente de todos ou tomar uma batida de cocaína. E aí qual seria sua escolha?
.
.

 


avatarÁgua fervendo com spray de pimenta, esse foi o preparo macabro feito para jogar nas costas dos calouros. Vários deles sofreram queimaduras de segundo e terceiro grau nas costas, peito, nádegas e órgãos genitais.
.
.

 


avatarUm calouro foi obrigado a beber uma imensa quantidade de água ao ponto de vomitar. O volume de água ingerido foi tão grande que o cérebro do universitário inchou e ele morreu intoxicado pela água.
.
.

 


avatarCom apenas 18 anos, um jovem morreu depois de beber uma grande quantidade de álcool durante 90 minutos.  O universitário sofreu uma taxa de alcoolemia de 0,44. Só para se ter uma ideia, isso excede o efeito de uma anestesia para uma cirurgia.
.

 


avatarAlguns veteranos se divertem jogando creolina na pele dos calouros. Pasme, o que eles acham mais engraçado nisso tudo é ver a pele dos novos universitários queimarem.
.
.

 


avatarUm calouro de São Paulo, durante uma festa de boas vindas, foi espancado pelos colegas e como se não bastasse ser agredido, ele ainda teve que amarrar um peso de 7 quilos nos seus órgãos genitais.
.
.
.


avatarNessa brincadeira o veterano pode escolher o trote que quiser, de acordo com sua imaginação maléfica que inclui, por exemplo, ajoelhar no chão com cacos de vidro, pular em uma piscina na temperatura ambiente de menos de 10ºC, gritos no ouvido e outras coisas do mau.
.

 


avatarOs veteranos obrigaram um calouro a tirar a roupa e entrar em um barril cheio de água com cal. Foram tantas queimaduras que o universitário sofreu que ele acabou não resistindo e morreu.
.
.

 


avatarCalouras foram submetidas a uma espécie de assembléia do próprio corpo. Elas ficaram completamente nuas diante de todos enquanto as pessoas gritavam seus defeitos em alto e bom som.
.
.
.

 

Favoritar